Pousadas e hotéis de alta rotatividade no Centro de Curitiba são alvo da primeira  edição da operação Centro Seguro da PM

Denúncias de crimes e casos de violência na região Central da Capital embasaram a Ação Integrada de Fiscalização Urbana (AIFU), em parceria com a 1ª Companhia do 12º Batalhão da PM (12º BPM), a deflagrarem a primeira edição da operação Centro Seguro, nesta quinta-feira (19/08). O objetivo é combater furtos, roubos, tráfico de drogas e exploração sexual que ocorrem nos arredores de pousadas e pequenos hotéis de alta rotatividade de pessoas e que servem de esconderijo para pessoas com mandados de prisão em aberto.

De acordo com o Coordenador da AIFU, capitão Ronaldo Carlos Goulart, houve um planejamento para que as abordagens ocorram em pontos estratégicos que são alvo de denúncias de práticas criminosas. Os estabelecimentos foram vistoriados à procura de drogas e de pessoas foragidas da justiça que continuam na ilegalidade cometendo crimes, além da fiscalização de praxe da AIFU.

“Com o auxílio da população, a operação Centro Seguro tem como foco estabelecer a plena segurança dos cidadãos que circulam na região, tanto de moradores quanto de pessoas que trabalham na área, de modo a prevenir a incidência de roubos, furtos, venda e consumo de drogas, entre outros. Esta região requer uma atenção especial da segurança pública, pois é um local de muita circulação de pessoas e representa ao criminoso oportunidades para cometer crimes”, explica.

A operação é pautada em uma base extensa de dados coletados a partir de denúncias feitas pela população aos números de emergência 190 (Polícia Militar), 181 (Disque-Denúncia) e também ao 156 (Prefeitura de Curitiba). As informações relatam crimes de furto, roubo, tráfico e consumo de drogas, além de ocorrências de exploração sexual de menores, tanto em estabelecimentos comerciais quanto em hotéis de alta rotatividade, que, inclusive, tem servido como hospedagem para pessoas foragidas da justiça, por isso as abordagem.

“Esta é a primeira edição da operação, visto que precisamos continuar combatendo os crimes que, muitas vezes, acabavam impunes pela falta de informação. Reforçamos que, caso o cidadão presencie alguma situação suspeita, entre em contato imediato com a PM através do 190 para que possamos verificar a situação e buscar resolver o problema”, pede o capitão Goulart.

Logo nas primeiras abordagens, os policiais militares vistoriaram estabelecimentos comerciais e revistaram pessoas. “As equipes municipais aplicaram autuações administrativas, foram apreendidas porções de drogas e balanças de precisão. Também tivemos alguns encaminhamentos para Termo Circunstanciado por uso de drogas”, contou o capitão. 

Coordenada por equipes da AIFU e do 12º Batalhão, a Operação Centro Seguro também conta com o apoio da Companhia de Operações com Cães do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) – que auxiliam nas buscas por drogas por meio do faro apurado e treinado -, do Corpo de Bombeiros, da Guarda Municipal e das Secretarias Municipais de Urbanismo e Defesa Social e Trânsito de Curitiba.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s