Operação Lobo Bravo da Polícia Ambiental prende quatro pessoas e apreende materiais de pesca e de caça nos Campos Gerais

O Batalhão de Polícia Ambiental-Força Verde (BPAmb-FV) deflagrou a operação Lobo Bravo para verificar denúncias de caça e pesca ilegais na região dos Campos Gerais nesta semana. Os trabalhos desta primeira edição foram a prisão de quatro pessoas, a apreensão de 58 munições, cerca de 37 quilos de peixes e diversos materiais para pesca predatória. 

A operação foi coordenada pela 4ª Companhia, que fez a análise de imagens de satélite dos pontos já denunciados. Com isso, foi feito um planejamento para que as equipes policiais fossem até os pontos e verificassem se havia os crimes ambientais. O objetivo da operação foi aperfeiçoar o uso sistemático de ferramentas de geoprocessamento no atendimento de denúncias.

Entre domingo (15/08) e terça-feira (17/08), os policiais militares patrulhavam áreas de preservação ambiental, patrulhamento aquático na Usina Mauá no período noturno, patrulhamentos, abordagens e atendimentos a denúncias no município de Tibagi, em área de Reserva Ecológica. 

O resultado da operação foi de quatro pessoas encaminhadas, 41 pinos de cocaína apreendidos, 19 animais silvestres e 37 quilos de peixe apreendidos. Também foram localizados 1.507 metros de redes de pesca, cinco tarrafas, 60 metros de espinhel, duas armadilhas e a aplicação de R$ 191.300,00 em multas.

Outras atividades da operação Lobo Bravo serão feitas na região, dada a importância do ecossistema da região, que essencialmente é de Mata Atlântica ainda preservada.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s